Da redação

Lucas Soares Fontes é branco de olhos verdes, mas passou no concurso de técnico do INSS numa vaga de cotista. Para ludibriar os avaliadores, ele pintou a pele e usou lentes escuras.

O disfarce foi desmascarado em um processo administrativo disciplinar, determinado pelo superintendente do INSS no Sudeste, Paulo Cirino.

Há duas semanas, ele teve sua classificação no concurso anulada, sendo automaticamente exonerado do cargo.

Na cúpula do INSS, há suspeita de que não se trata de um caso isolado.

(Com O antagonista)