Da redação JM

O presidente Jair Bolsonaro se manifestou brevemente sobre a caso das mensagens entre Sergio Moro, na época em que era juiz federal, e procuradores do MPF (Ministério Público Federal) divulgadas pelo site The Intercept Brasil. “Nós confiamos irrestritamente no ministro Moro”, disse o presidente.

Os ataques contra a Lava-Jato se intensifica depois de ataque hackers e divulgação criminosa de conversas entre o então juiz Sérgio Moro e o procurador do MPF.

+ Presidente Bolsonaro vai indicar Sérgio Moro para vaga no STF

A informação foi dada pelo secretário de comunicação da Presidência, Fabio Wajngarten, segundo a TV Globo.

Mais cedo, no começo da noite, o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, havia dito que Bolsonaro iria esperar que o ministro retornasse a Brasília para se pronunciar a respeito.

Moro está em Manaus, onde participou de um evento com secretários de segurança pública. O porta-voz havia dito também que “jamais foi tocado” no assunto de uma eventual renúncia ou demissão de Moro.

Segundo Rêgo Barros, ambos se falaram hoje por telefone.