Da redação

A Associação dos Procuradores do Estado do Tocantins (APROETO) saiu em defesa da classe

Na tarde desta última quinta-feira, 13, Procuradores do estado do Tocantins participaram de uma audiência com o Governador Mauro Carlesse no Palácio Araguaia. No encontro, o Procurador Geral, Nivair Veira Borges apresentou um resumo da atuação administrativa e judicial da Instituição nos primeiros quatro meses de 2019 cujo balanço numérico é positivo. Na ocasião reforçou também a importância da homologação e a convocação dos aprovados no III concurso público para Procurador do Estado.

Hoje, a Procuradoria Geral do Estado (PGE) conta com 38 Procuradores em atividade bem menos que o número de Procuradores do primeiro concurso (1994), quando foram 64 convocados. Somente nos cinco primeiros meses de 2019 a PGE praticou 34.261 atos. O mês de maio foi o que obteve o maior número, com 8.778 novos processos. O resultado da atuação nos últimos 12 meses foi a economia de mais de R$ 600 milhões para o estado. 

+ Carlesse se reúne com prefeitos tocantinenses e defende caráter municipalista do Governo

VEJA TAMBÉM
Carlesse abre campanha ao governo com multidão no Jardim Aureny III em Palmas

Com a apresentação desses dados, o Governador reconheceu o esforço e a responsabilidade com que os Procuradores têm trabalhado na defesa dos interesses do Tocantins. O presidente da Associação dos Procuradores do Estado do Tocantins (APROETO), Rodrigo Santos, considera que o momento serviu para reforçar a carência de Procuradores e a necessidade de convocação dos candidatos aprovados no último certame em razão do crescimento impetuoso das demandas. “A audiência foi muito proveitosa, pois o Governador pôde conhecer de perto os profissionais que defendem o estado e como tem sido a nossa atuação mesmo com o número crescente de demandas. O Governador também reconheceu a importância da PGE e que a convocação dos aprovados no último concurso fortalecerá a defesa do estado visto que esta que deve ser forte e implacável”, defende, Rodrigo.  

Solicitações  

Além da apresentação dos resultados das ações judiciais, foram solicitados ao Governador investimentos no sistema de gerenciamento de processos judiciais, a reforma do prédio-sede da PGE e a aquisição de novo arquivo central digital (Data Center).