Da redação

O governador Wilson Witzel (PSC) se manifestou em relação ao assassinato do pastor Anderson do Carmo, marido da deputada federal Flordelis. Pelo Twitter, Witzel lamentou a morte e garantiu que o crime “será investigado com rigor”:

“Lamento a morte do Pastor Anderson Carmo, marido da deputada federal Flordelis. O crime será investigado com rigor pela @PCERJ. Meus sentimentos à família, especialmente sua esposa e filhos.”

Anderson foi alvejado, na madrugada deste domingo, quando embarcava em seu carro, em frente à sua casa, em Pendotiba, Niterói. A Polícia acredita que ele foi seguido até o local do crime. Anderson chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

+ Deus revelou morte na família em sonho, diz Flordelis

+ Morre pastor Anderson do Carmo, esposo da deputada Flordelis, assassinado com 15 tiros

Pelas redes sociais, outros políticos e evangélicos também se pronunciaram e lamentaram a morte de Anderson. Mais cedo, Damares Alves, ministra de Estado da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos escreveu em sua conta no Twitter:

VEJA TAMBÉM
Único filho biológico de Anderson e Flordelis quer Justiça 'doa a quem doer'

“Estou profundamente abalada com a notícia do assassino do meu querido amigo e pastor Anderson Carmo, esposo da minha também amiga deputada @Flordelismk. Uma pessoa ímpar, exemplo para tanta gente. Pai de 56 filhos, a maioria adotivos”.

A deputada estadual Alana Passos (PSL) lembrou que o pastor e a deputada desenvolviam um grande trabalho de ressocialização:

“Lamento profundamente a morte brutal do Pastor Anderson do Carmo, marido da Deputada Federal Flordelis executado após o casal chegar na residência em Pendotiba. Flordelis foi a sexta deputada federal mais votada no estado do Rio de Janeiro. Pais de 55 filhos, entre biológicos e adotivos, o casal possui belíssimo trabalho social de ressocialização de drogados e viciados na Igreja Ministério Flordelis, no Galo Branco em São Gonçalo.”

O pastor Silmar Coelho, da Igreja Metodista Wesleyana, de Parque Vitória, em São Paulo afirmou que a morte atinge a igreja de Cristo:

“Era um amigo leal que sempre apoiava o COMERJ, Conselho de Pastores do Rio de Janeiro e me fazia sentir respeitado e honrado. Consternado, abraço a família e os membros da Cidade do Fogo; abalado e triste por ver sua vida ceifada tão prematuramente. Perda irreparável, que nos faz chorar, lamentar e orar por sua esposa e filhos. Deus nos guarde e nos use para transformar o Brasil tão sofrido e que sangra por atos tão hediondos.

VEJA TAMBÉM
Flordelis se filia ao PSD e declara pré-candidatura à deputada estadual no RJ

(Com Extra)