Facebook anuncia moeda global e detalha planos para dominar mercado

A ideia é permitir que as pessoas transfiram dinheiro em qualquer lugar do mundo de forma mais segura e com custos menores

Da redação

Segundo a empresa, carteira digital nova moeda global baseada na tecnologia blockchain deverá ser lançada em 2020.

Facebook anunciou, nesta terça-feira (18), o lançamento de uma criptomoeda própria, chamada Libra, e a criação de uma nova subsidiária, a Calibra, confirmando a entrada da gigante de tecnologia no mundo das finanças e na oferta de serviços financeiros digitais.

“O primeiro produto que a Calibra irá lançar é uma carteira digital para o Libra, uma nova moeda global baseada na tecnologia blockchain. A carteira estará disponível no Messenger, WhastApp e em um aplicativo independente — e esperamos lançá-la em 2020”, informou a empresa em comunicado.

+ Facebook censura foto de jovens evangélicos do TO com a Bíblia na mão

O projeto, batizado de rede Libra, foi noticiado pela primeira vez em dezembro de 2018.

A empresa, que também é dona do Instagram, busca competir com bancos e reduzir custos de consumidores. O Facebook, que conta com mais de 2 bilhões de perfis no mundo, quer que seu sistema de pagamentos com moeda digital também sirva para usuários que também não tenham conta bancária.

Imagem de divulgação de demonstração inicial do funcionamento da carteira Calibra — Foto: Divulgação/Facebook

Segundo o Facebook, a carteira digital permitirá o envio de criptomoedas por meio do smartphone, através das plataformas do grupo, “de maneira simples e imediata, como se estivesse enviando uma mensagem de texto de graça ou a baixo custo”.

VEJA TAMBÉM
Computadores vestíveis ou a Marca da Besta?

“Com o tempo, também esperamos oferecer serviços adicionais para pessoas e empresas, como pagar contas apenas apertando um botão, comprar uma xícara de café escaneando um código, ou usar transporte público sem a necessidade de carregar dinheiro ou um cartão de transporte”, diz o comunicado.

Criptomoedas são rodadas com a tecnologia blockchain, que usa blocos de informação, como acordos ou transações, a serem armazenados em uma rede de computadores.

O Facebook promete adotar medidas para proteger a privacidade dos usuários da sua carteira digital. “A não ser em casos específicos, a Calibra não dividirá informações de conta ou dados financeiros com o Facebook Inc. ou nenhum outro terceiro sem o consentimento do cliente”.

Isso significa que as informações de conta e os dados financeiros de clientes da Calibra não serão usados para aumentar a assertividade de anúncios na família de produto do Facebook”, afirmou.

(Com Agências)