PF vai investigar suspeita de venda de mandato de Jean Wyllys

Polícia Federal vai apurar as suspeitas envolvendo a decisão de Jean Wyllys de abrir mão do mandato parlamentar para David Miranda, marido de Glenn Greenwald

Da redação

O deputado Jean Wyllys durante o 15º Seminário LGBT do Congresso Nacional

A pedido do deputado José Medeiros, a Polícia Federal vai apurar as suspeitas envolvendo a decisão de Jean Wyllys de abrir mão do mandato parlamentar para David Miranda, marido de Glenn Greenwald. Informou O Antagonista.

Medeiros enviou à PF, no mês passado, ofício em que relacionava a desistência do psolista às reportagens do site de Glenn Greenwald.

+ Jean Wyllys diz que não se arrepende de cuspida em Jair Bolsonaro

+ Jean Wyllys insinua que homofobia nasceu nas religiões oriundas de Abraão

“Tais fatos não me parecem ser mera coincidência”, escreveu o parlamentar no documento, alertando para o que considera uma “invasão cibernética promovida e patrocinada por estrangeiros”.

No ofício, Medeiros também pediu a verificação de eventuais transferências de recursos de Greenwald para Wyllys.

O mesmo site O Antagonista revelou ontem que a PF pediu ao Coaf uma análise preliminar das atividades financeiras do advogado americano.