O Ministério Público do Tocantins (MPTO), representando pela Promotora Justiça Janete Intigar, promoveu uma audiência pública no Fórum de Palmeirópolis, na quarta-feira,03 de julho, com a participação dos prefeitos da região Sul do Estado e o reitor da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins). O objetivo foi debater soluções para problemas relacionados à realização de concurso público nos municípios de São Salvador, Palmeirópolis e Jaú do Tocantins.

A problemática apresentada foi a falta de recursos dos municípios para a realização dos certames. Diante disso, foi proposta aplicação do concurso de forma conjunta. Procurado pelos prefeitos, o reitor da Unitins, Augusto Rezende, apresentou um projeto de consórcio entre os três municípios, estimando um total de 1.500 candidatos, e salientou a importância do apoio do Ministério Público no projeto. “Isso traz transparência para nosso certame e segurança para nossa instituição” concluiu. 

O prefeito de Palmeirópolis, Fábio Pereira, ressaltou a preocupação com a escolha da empresa para a aplicação. “Estamos buscando uma empresa com credibilidade para aplicação do certame, porém não teríamos condições de cada município arcar individualmente com as despesas”, enfatizou.

VEJA TAMBÉM
I Fórum da CGADB inicia nesta sexta no Tocantins, Raul Cavalcante participará

O prefeito de São Salvador do Tocantins, André Miguel Ribeiro, agradeceu ao MPTO pela iniciativa de reunir os gestores e discutir alternativas para esta problemática que é comum às administrações municipais.

Para a promotora de Justiça, essa pareceria entre o poder público e o Ministério Público é de fundamental importância “O Ministério Público não é apenas um órgão fiscalizador, sendo também um coadjutor da administração pública em questões como esta”, comentou Janete Intigar.