Da redação

A crítica do deputado ao texto da reforma ocorreu na terça (9) durante plenária da Câmara

“Não estão respeitando nem a Bíblia. Isaías, 1:17, diz assim: Aprendam a fazer bem; busquem o direito; socorram o oprimido”, defendeu o deputado maranhense Bira do Pindaré (PSB) na terça-feira (9), durante plenária da Câmara que discutia a reforma da Previdência. O político foi um dos três da bancada maranhense que sinalizaram contra a proposta na última sessão, ocorrida na madrugada desta quarta (10).

“Desde o começo, aqui, se falava em combater privilégios. Mas, na verdade, a máscara caiu. Estão é fortalecendo os privilégios dos poderosos deste país, como os ruralistas, que estão ganhando beneficio de 83 bilhões de reais. Enquanto o trabalhador, de carteira assinada, o pedreiro, o gari, a empregada doméstica, esses sim estão perdendo com essa reforma”, declarou o deputado.

Maranhão tem maioria a favor da reforma

A nova Previdência foi discutida na Câmara dos Deputados na madrugada desta quarta-feira (10). Ao fim da sessão, a reforma acabou com a sinalização positiva de 353 congressistas contra 118 negativas.

A bancada maranhense não fugiu à regra. Dos 18 deputados, oito se posicionaram a favor da reforma e três contra. Sete políticos eleitos pelo estado não estiveram presentes na plenária.

VEJA TAMBÉM
Câmara de Palmas realiza reunião pública para debater Reforma da Previdência

A votação do texto deverá acontecer em dois turnos, sendo o primeiro nesta quarta. São necessários, no mínimo, 308 votos favoráveis para passar. Caso aprovada, será encaminhada ao Senado.

(Com O Imparcial)