Da redação

Flordelis permaneceu em silêncio no plenário da Câmara na votação da Previdência. Foto: Daniel Marenco / Agência O Globo

Após a tragédia que tirou a vida de seu esposo, o pastor Anderson Carmo, a cantora e deputada federal Flordelis voltou pela primeira à Câmara dos Deputados nesta quarta-feira, 09. Ela foi participar da votação do texto-base da reforma da Previdência.

Pelo Instagram, Adriano do Carmo, um dos filhos da deputada federal Flordelis enviou a foto do plenário da Câmara dos Deputados com a mensagem: “Meu orgulho”. No centro da imagem estava Flordelis, marcada com um círculo vermelho, que voltou ontem ao Congresso para participar da votação da reforma da Previdência. Adriano acompanhou a mãe nesta volta a Brasília.

Leiam também…

+ ‘Estou sendo sentenciada sem ter um julgamento’, desabafa Flordelis

+ Único filho biológico de Anderson e Flordelis quer Justiça ‘doa a quem doer’

A imagem também foi compartilhada por um perfil criado na mesma rede social para prestar apoio a deputada e seus familiares. Anderson e Flordelis tinham 55 filhos, sendo quatro biológicos e 51 adotados.

Foi a primeira aparição pública em uma votação da Câmara desde a morte do pastor Anderson do Carmo, marido de Flordelis, assassinado a tiros em junho. Dois filhos do casal seguem presos acusados de participação no crime. E a polícia ainda investiga se outras pessoas estão envolvidas.

VEJA TAMBÉM
Flordelis revela que Anderson do Carmo e filho suspeito do crime "tinham problemas"

Há duas semanas, Flordelis chegou a defender os filhos em entrevista coletiva. “Não sei quem são os responsáveis ainda. Não tivemos resposta. Ninguém pode afirmar que foram os meus filhos. Eu quero que seja algo esclarecido o mais rápido possível”, disse ela.

Na passagem pela Câmara dos Deputados nesta quarta, no entanto, ela preferiu o silêncio. Pouco conversou com os colegas parlamentares e se manteve distante do debate sobre a votação da reforma.

Abordada pela equipe da reportagem do site Metrópoles, Flordelis disse que não se sentia bem para dar entrevistas: “Hoje é meu primeiro dia de volta e só quero que passe logo”.

(Com Época)