Da redação JM

André Luiz Mendonça, ministro da AGU (Advocacia-Geral da União), durante culto na Igreja Presbiteriana Esperança de Brasília onde é pastor – Gustavo Uribe/Folhapress

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (11) que o ministro da AGU (Advocacia-Geral da União), André Luiz Mendonça, é um bom nome para uma futura vaga ao STF (Supremo Tribunal Federal).

Em entrevista à imprensa, ele lembrou que o ministro é “terrivelmente evangélico”, expressão usada por ele para definir um dos nomes que pretende indicar para a Suprema Corte. 

+ Bolsonaro diz que vai indicar ministro ‘terrivelmente evangélico’ para o STF

+ Feliciano alerta pastores após decisão do STF: “nossos púlpitos estão em perigo”

“Eu sei que ele é terrivelmente evangélico, posso garantir a vocês. Há muitos bons nomes pra lá e o Andre Luiz é um bom nome e, com toda certeza, está em uma lista aí”, disse.

O ministro é pastor presbiteriano e é considerado o nome favorito do presidente para uma das vagas. No mandato de Bolsonaro, dois postos devem ficar vagos: dos ministros Celso de Mello, em novembro de 2020, e Marco Aurélio Mello, em julho de 2021.

VEJA TAMBÉM
Na Câmara, Hélio Santana se solidariza com Cláudia Lélis após Gilmar Mendes rejeitar recurso

O presidente disse ainda que discute desde a campanha eleitoral com líderes evangélicos a disposição de indicar um ministro com o perfil religioso.

“Este terrivelmente evangélico será um profundo conhecedor das leis”, acrescentou.