Redação JM Notícia

Imagem de Jesus Cristo durante o desfile da Mangueira no Carnaval de 2017 | Foto: Rodrigo Gorosito/G1

A escola de samba carioca Mangueira prepara para o Carnaval 2020 um enredo que mostrará Jesus retornando ao mundo. A crítica será direcionada aos cristãos que serão retratados como intolerantes.

Trecho da música assinada pelo carnavalesco Leandro Vieira diz: “Quando Cristo esteve aqui, ficou do lado dos oprimidos e não fez distinção de pessoas. Será que Jesus não está no morador da favela? No menor abandonado? No gay? Na mãe de santo?”.

Ao jornal O Globo, Leandro declarou que a ideia é “lançar um questionamento sobre o que aconteceria se Cristo voltasse à Terra em um ambiente de intolerância generalizada”, mas que não será a representação do Jesus bíblico.

O Carnavalesco acredita que Jesus “condenaria a hipocrisia dos líderes religiosos e combateria o discurso de ódio” e que é sobre isso que a escola falará durante o desfile na Sapucaí.

“Vamos falar sobre a figura política de Cristo e o que ela pregava: o amor irrestrito, que nos torna livres da intolerância e do preconceito. Essa é a verdade que liberta. Porque não é amor o que faz alguém quebrar um terreiro de candomblé, como fizeram na semana passada ( em Duque de Caxias ), né?”, completou.