Da redação JM

A teologia da substituição (também conhecida como supersessionismo) resumidamente ensina que a Igreja substituiu Israel no plano de Deus. Os aderentes à essa “ideologia” apregoam que os judeus não sejam mais o povo escolhido de Deus e que Deus não tenha planos futuros específicos para a nação de Israel.

Seus adeptos ensinam que a Igreja é a substituição de Israel e que muitas promessas feitas a Israel na Bíblia são cumpridas na Igreja cristã, não em Israel.

+ CGADB lança TV CPAD, canal online com programação religiosa

+ Terremoto em Israel é sinal da chegada do Messias, diz rabino

Sobre o tema, a Profª Sara Alice Cavalcanti, articulista do Jornal Mensageiro da Paz, periódico da CGADB, traz o posicionamento bíblico correto durante entrevista ao canal CPAD Vídeo no programa Teologia em Foco.

Dentre vários pontos importantes da entrevista, ela pontua porque é errônea a afirmação feita em muitos púlpitos evangélicos de que a “Igreja é o Israel de Deus”.

Israel de Deus são os judeus que creem que Jesus é o seu Messias. A Igreja é gloriosa, é a alegria da terra, é um projeto tremendo do coração de Deus“.

VEJA TAMBÉM
Morre teólogo Alessandro Rodrigues após acidente de carro

Assista:

Profª Sara Alice Cavalcanti é articulista do Jornal Mensageiro da Paz, professora de língua e literatura Hebraica, mestre em literatura Brasileira, Doutora em literatura comparada e especialista em Relações Internacionais.