A advogada e deputada estadual, Janaina Paschoal, uma das grandes responsáveis pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, apresentou um novo pedido ao Senado. Desta vez, o pedido em questão é em desfavor de Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal. Segundo a parlamentar, o motivo, foi a decisão de suspender todos os processos judiciais instaurados sem autorização da Justiça e que envolvam dados do Coaf e da Receita Federal.

Além de Janaina, também assinam o pedido os procuradores Márcio Luís Chila Freyesleben, de Minas Gerais, e Rafael Meira Lutz, de Santa Catarina, e o promotor Renato Barão Varalda, do Distrito Federal. Com informação do Antagonista.