Da redação

Ações que serão deliberadas pelos governadores tem por finalidade melhorar a gestão de cada estado e fomentar o desenvolvimento econômico e sustentável

Governadores de sete estados chegam à capital  na manhã desta sexta-feira, 2, para assinatura do Contrato de Consórcio “Carta de Palmas” elaborada durante o 18º Forum da Amazônia Legal. A carta são ações comuns às nove regiões da Amazônia Legal, onde os governantes passam a atuar em bloco nas negociações para captação de recursos e financiamentos para as regiões participantes junto a organismos financeiros nacionais e internacionais.

Os governadores do estado do Pará, Helder Barbalho; Mato Grosso, Mauro Mendes; Amapá, Waldez Goés; Amazonas, Wilson Miranda; Roraima, Antonio Oliverio; Maranhão, Flávio Dino e representantes do estado de Rondônia e Acre, foram recebidos no Palácio Araguaia pelo governador do Tocantins, Mauro Carlesse para reunião e apresentação da carta elaborada por seus secretariados.

+ Governadores da Amazônia Legal se reúnem em Palmas nesta quinta e sexta-feira

A carta foi elaborada durante discussões setorizadas dos secretários de cada estado com objetivo de diagnosticar a realidade especifica da região da Amazônia legal, propondo ações articuladas que venham a atender as especificidades de todas as áreas reunidas.

As ações que serão deliberadas pelos governadores tem por finalidade melhorar a gestão de cada estado e fomentar o desenvolvimento econômico e sustentável. As vantagens e os benefícios deste Consórcio podem trazer para o Tocantins a oportunidade de aumentar a captação e a prospecção de recursos e projetos, fazer compras compartilhadas, nos quais podem haver reduções de valores de medicamentos e insumos, levando em conta os dados brasileiros que mostram redução de 30% do valor de medicamentos e insumos por meio da compra compartilhada.

Amazônia Legal

O governo brasileiro atribuiu o nome Amazônia legal à área da Floresta Amazônica que abrange os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e parte dos estados do Tocantins. Mato Grosso e Maranhão em uma área correspondente à 5.217.423 Km2, cerca de 61% do estado brasileiro.