Da redação

Sete mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Araguaína e Sampaio pela Polícia Civil. Foto: Dennis Tavares SSP

A Polícia Civil do Tocantins cumpriu nesta segunda-feira, 05, em Araguaína e Sampaio, nas regiões Norte e Extremo-Norte do Estado, mandados de busca e apreensão nas residências de ex-servidores lotados na extinta Secretaria Geral de Governo no ano de 2018. De acordo com as investigações, os suspeitos recebiam entre R$ 1,5 mil a R$ 2,7 mil. 

Segundo o delegado Luciano Barbosa de Souza Cruz, durante o cumprimento dos mandados (cinco em Araguaína e um em Sampaio) de busca e apreensão, foram apreendidos documentos e dispositivos eletrônicos.

+ Servidores ligados a três deputados são alvos de operação que investiga funcionários fantasmas

+ Polícia Civil cumpre mandados em nova fase de operação contra servidores fantasmas no governo

Em seguimento à Operação Catarse, que investiga a existência de servidores fantasmas na administração pública estadual, isto é, servidores que recebem sem exercer suas funções, o delegado afirmou que, das três pessoas já ouvidas, todas afirmaram receber proventos sem exercer função administrativa. “As demais pessoas investigadas serão intimadas para prestar esclarecimentos”, afirmou.

VEJA TAMBÉM
Suspeito de cometer estupros é preso pela Polícia Civil, em Palmas

Ainda segundo o delegado, na última quarta-feira,31, foi cumprido um mandado de busca e apreensão em Rio dos Bois, na região Central do Estado.