Da redação

Ministro relata decisão que confirma cassação de prefeita e vice de Pugmil (Foto: TSE/Divulgação)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou nesta terça-feira, 6, uma decisão rejeitando um recurso especial impetrado pela prefeita cassada de Pugmil, Maria de Jesus Ribeiro Mendes (PPS) e seu vice, Elton Coelho (PTB), também cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) por abuso de poder econômico e captação ilícita de recursos para a campanha eleitoral de 2016.

+ Lewandowski suspende eleições suplementares em Pugmil

+ Com a cassação da prefeita e do vice, Pugmil terá novas eleições

Segundo informado pelo Jornal do Tocantins, a decisão relatada pelo ministro relator Jorge Mussi abre brecha para que o Supremo Tribunal Federal (STF) reveja uma decisão liminar concedida dia 19 de dezembro do ano passado pelo ministro Ricardo Lewandowski que suspendeu as novas eleições do município até decisão colegiada do TSE.

Como a decisão do ministro afirmava que as novas eleições independeriam do julgamento de eventuais embargos declaratórios, após decisão colegiada do TSE, falta agora o STF rever a decisão para que o TRE marque novas eleições.