Da redação

Operação da Polícia Civil investiga atuação de criminosos no Tocantins — Foto: Divulgação

Estão sendo cumpridos 25 mandados de prisão preventiva em uma operação da Polícia Civil contra o narcotráfico e uma facção criminosa que atua no Tocantins. A ação começou nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (15) em dez cidades de três estados: Tocantins, Pará e Goiás. Entre os alvos estão suspeitos de incendiar ônibus como uma forma de ‘batismo’ para entrar em facções criminosas. A operação foi chamada de Medusa.

Estão sendo cumpridos mandados de prisão em Palmas, Rio Sono, Araguaína, Gurupi, além dos municípios de Wanderlândia, Colinas e Natividade. No Pará, os mandados são em Abaetetuba e Redenção. Em Goiás, a ordem de prisão é no município de Ceres.

Além dos mandados de prisão, a polícia cumpre ainda ordens de busca e apreensão contra os mesmos alvos.

Dentre os investigados na operação, estão autores de incêndios em transportes coletivos em Palmas, Araguaína e Rio Sono, na região do Jalapão. Os ataques ocorreram em 2018 como forma de ‘batismo’ para os candidatos a entrar em uma facção criminosa.

VEJA TAMBÉM
Vídeo: Jovem é executada por facção após ter se convertido a Cristo no Ceará

O nome da operação faz referência a uma personagem da mitologia grega, a Medusa.

(Com G1 TO)