Da redação

Flordelis com Simone em foto de rede social Foto: Reprodução

Em depoimento dado à polícia no dia 24 de junho, Rogério dos Santos Silva, frequentador da igreja de Flordelis dos Santos de Souza, relatou que a filha biológica da pastora, Simone dos Santos, confidenciou a ele que desejava matar o pastor Anderson do Carmo. Rogério, que é casado, afirmou que teve um caso extraconjugal com Simone durante cinco meses, no início do ano passado.

Ele relatou aos policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo que certo dia recebeu uma ligação de Simone com muita raiva, alegando que havia sido agredida por Anderson, que era seu padrasto, durante uma briga de família.“Vou matar esse demônio, a gente não aguenta mais. Minha mãe não aguenta mais”, disse Simone durante a conversa, segundo Rogério. Ele afirma ter se oferecido para matar o pastor e, em resposta, a amante perguntou se ele teria coragem de fazer isso. Rogério disse que sim.

+ Em depoimento, filho acusou Flordelis de ser ‘mentora intelectual’ da morte de pastor

VEJA TAMBÉM
Pastor, filho de Flordelis anuncia que está deixando igreja fundada pelos pais

Ainda de acordo com o depoimento, uma semana depois, Simone avisou a ele que havia conseguido arrumar o “brinquedo” e Rogério disse que pensaria “como faria isso”. Segundo Rogério, Simone disse a ele ter contado para Flordelis que o amante mataria Anderson. A mãe apenas perguntou se ele teria coragem de fazer isso. Simone disse que sim e a pastora se calou.

Em outra ocasião, Rogério conta que Simone se abriu para ele e contou que Anderson era um ditador dentro da casa e que todo dinheiro que circulava passava por ele. A filha de Flordelis também contou que estava tentando matar Anderson há um tempo, tentando colocar veneno em sua alimentação, mas ele era “tão ruim que não morria”. Questionado se Flordelis sabia das tentativas de matar Anderson, Rogério disse acreditar que sim.

Em depoimento à polícia, Maria Edna do Carmo, mãe do pastor Anderson, contou que o filho se relacionou com Simone antes de namorar com Flordelis. Edna também contou ter ficado sabendo de que havia boatos na igreja de que Simone e Anderson tinham um caso extraconjugal.

VEJA TAMBÉM
Caso Flordelis: polícia vai intimar deputada a participar da reconstituição da morte do marido

Rogério também relatou que fotos, vídeos e áudios íntimos dele e Simone vazaram no WhatsApp e ele começou a receber ameaças pelo telefone. Em uma das ocasiões, um homem disse que ele havia “se metido com a família errada”. Rogério conta que perguntou quem estava falando e o interlocutor respondeu: “Pra você saber, sou pior que bandido e milícia juntos”.

Dois filhos de Flordelis, Lucas Cézar dos Santos de Souza e Flávio dos Santos Rodrigues, são réus pela morte de Anderson. Flávio, filho biológico apenas de Flordelis, é acusado de atirar no padrasto. Já Lucas, de ter auxiliado o irmão a comprar a arma do crime. A polícia abriu um novo inquérito para continuar a investigar outras pessoas que tenham participação na morte, inclusive a própria pastora e deputada federal Flordelis e outros filhos.

(Com Extra)