Da redação

A CPI tem o objetivo de apurar denúncias de irregularidades na fiscalização do contrato de concessão de água e esgoto da cidade. Foto: Divulgação

A Comissão Parlamentar de Inquérito, tem o objetivo de apurar denúncias de irregularidades na fiscalização do contrato de concessão de água e esgoto da cidade, feita entre a prefeitura de Gurupi e a empresa de água e esgoto BRK Ambiental. O presidente da CPI da BRK Ambiental, vereador Sargento Jenilson (PRTB); o relator, vereador Ataide Leiteiro (PPS); o vice presidente Claudio do Trevo (PSB) e o membro Cesar da Farmácia (DEM) aprovaram, por unanimidade o Plano de Trabalho da Comissão.

+ Câmara de Gurupi aprova CPI para investigar BRK Ambiental

A CPI tem o objetivo de apurar denúncias de irregularidades na fiscalização do contrato de concessão de água e esgoto da cidade, feita entre a prefeitura de Gurupi e a empresa BRK Ambiental que detêm a concessão dos serviços de água e esgoto em Gurupi.

A segunda reunião da Comissão, a primeira técnica aconteceu no dia 21 de agosto, no Plenarinho da Câmara e definiu ainda a equipe de assessoramento da CPI, composto por quatro servidores do Legislativo e o cronograma de ações a ser desenvolvido em conformidade com o plano de trabalho aprovado.
Sargento Jenilson, determinou ainda que se notificasse a empresa BRK Ambiental da instalação da (CPI) Comissão Parlamentar de Inquérito e a divulgação do Plano de Trabalho no site da Câmara Municipal de Gurupi e a disponibilização ao cidadão de canais de atendimento para sugestões ou denuncias através do 0800 649 3315 ou email [email protected]