Da redação

Desentendimento que levou ao crime aconteceu durante uma festa de comemoração ao Dia do Soldado, em Porto Nacional. Enterro está previsto para a tarde desta segunda-feira (26).

Está sendo velado no Batalhão da Polícia Militar em Porto Nacional, região central do estado, o corpo do 2º tenente Marcos Rogério Aires Manduca, de 45 anos. O militar morreu após ser baleado por outro PM durante uma festa em comemoração ao Dia do Soldado na noite deste domingo (25).

O tenente ingressou na Polícia Militar em 1998. Ele era casado com uma militar e deixou cinco filhos, um homem e quatro mulheres. O enterro está previsto para 17h no cemitério da cidade.

A Polícia Militar informou que os disparos aconteceram após um desentendimento entre os militares. Marcos Manduca foi atingido por pelo menos dois tiros. Ele chegou a ser levado para o Hospital Regional de Porto Nacional, mas não resistiu.

Os disparos, segundo a PM, foram feitos pelo sargento Josino de Santana e Silva. Ele prestou depoimento na delegacia de plantão de Porto Nacional e depois foi levado para o 6º Batalhão da Polícia Militar, em Palmas, onde ficará à disposição da Justiça.

VEJA TAMBÉM
No Dia do Soldado 1.371 militares são promovidos no Tocantins

Ainda de acordo com a PM, um inquérito militar também está em fase de instauração para apurar as circunstâncias. “O Comando da Polícia Militar acompanha o caso e lamenta este fato isolado ocorrido na instituição”, diz nota oficial.

(Com G1 TO)