Da redação

População tocantinense aumentou de 1.555.229 habitantes para 1.572.866, um crescimento populacional de 1,13%. Antonio Gonçalves/Governo do Tocantins

Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 28, trazem uma estimativa do total de habitantes dos estados e dos municípios referente a 1° de julho de 2019. Nesse contexto, o Tocantins apresentou crescimento populacional de 1,13%, passando de 1.555.229 habitantes para 1.572.866.

Ainda de acordo com o IBGE, apesar do aumento obtido de 2,49%, o maior aumento da taxa geométrica de crescimento entre as capitais brasileiras, Palmas é a capital menos populosa do país, ocupando a 27ª posição, com uma estimativa de 299.127 habitantes.

+ Tocantins: de cada 10 ONGs e associações, quase 4 são entidades religiosas, diz IBGE

As estimativas populacionais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União para o cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos.

Brasil tem 210,1 milhões de habitantes

VEJA TAMBÉM
PSDB discute ampla frente partidária em Colinas e candidaturas em Paraíso e Itacajá

Segundo as estimativas de população, em 1º de julho de 2019 o Brasil contava com 210,1 milhões de habitantes (1,6 milhão a mais que em 2018). Dos 5.570 municípios do país, 28,6% apresentaram redução populacional. Aproximadamente metade (49,6%) dos municípios tiveram crescimento entre zero e 1% e apenas 4,8% (266 municípios) apresentaram crescimento igual ou superior a 2%.

Em 2019, pouco mais da metade da população brasileira (57,4% ou 120,7 milhões de habitantes) se concentra em apenas 5,8% dos municípios (324 municípios), que são aqueles com mais de 100 mil habitantes. Já os 48 municípios com mais de 500 mil habitantes concentram quase 1/3 da população (31,7%, ou 66,5 milhões de pessoas).

Por outro lado, na maior parte dos municípios (68,2% ou 3.670 municípios), com até 20 mil pessoas, residem apenas 15,2% da população do país (32 milhões de pessoas).