Da redação

“Não existe essa conversinha de ideologia de gênero . Isso é coisa do capeta”, disse Bolsonaro durante evento evangélico no mês passado. Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro vai pegar pesado contra a investida de setores que buscam incluir o ensino da ideologia de gênero nas escolas infantis do Brasil. O presidente disse nesta terça-feira (3) ter determinado ao Ministério da Educação que redija um projeto de lei para proibir a abordagem de questões de gênero nas escolas de ensino fundamental.

Segundo Bolsonaro, a medida ocorre após uma manifestação da AGU (Advocacia-Geral da União) sobre a quem cabe legislar sobre o tema. O anúncio foi feito por meio das redes sociais.

+ Juristas Evangélicos pedem ao STF ingresso em Ações que buscam liberar ideologia de gênero nas escolas

+ ‘Ideologia de gênero é coisa do capeta’, diz Bolsonaro na Marcha para Jesus

“O AGU se manifesta sobre quem compete legislar sobre IDEOLOGIA DE GÊNERO, sendo competência FEDERAL. Determinei ao @MEC_Comunicacao, visando princípio da proteção integral da CRIANÇA, previsto na Constituição, preparar PL que proíba ideologia de gênero no ensino fundamental”, escreveu.

Coisa do capeta

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que a “ideologia de gênero” é “coisa do capeta”. Bolsonaro fez a declaração em agosto durante participação na Marcha para Jesus de Brasília e disse que irá respeitar a “inocência das crianças”.

VEJA TAMBÉM
Bolsonaro representa "liberação das amarras ideológicas", diz general Villas Bôas

— Um presidente que está honrando o que prometeu durante a campanha. Um presidente que acredita e valoriza a família. Um presidente, a exemplo do governador daqui também, (que) vai respeitar a inocência das crianças. Não existe essa conversinha de ideologia de gênero . Isso é coisa do capeta. Tenho certeza de que o governador não vai admitir isso no ensino do Distrito Federal.