Da redação JM

Augusto Aras atua como subprocurador-geral da República(Foto: Tribunal Superior Eleitoral/Divulgação)

O presidente Jair Bolsonaro disse estar confiante com a indicação de Augusto Aras para a PGR (Procuradoria Geral da República). “Acredito que ele passe lá no Senado sem problemas”, disse ao entrar no Palácio da Alvorada logo após o desfile de 7 de Setembro no sábado.

+ Bolsonaro indica Augusto Aras para a PGR

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou dia 5 de setembro o nome do subprocurador-geral Augusto Aras, 60 anos, como o novo chefe da Procuradoria Geral República (PGR).

Augusto Aras foi o único candidato à PGR a assinar carta da Associação Nacional de Juristas Evangélicos (ANAJURE), informou O Antagonista.

“Na lista dos itens defendidos pela associação”, diz o Estadão, “estão a manutenção dos símbolos religiosos em repartições públicas, monumentos públicos com conotação religiosa, feriados religiosos e a menção a Deus no preâmbulo do texto constitucional.

Para a entidade, o Ministério Público deve ter sua atuação limitada às funções institucionais, evitando condutas ‘personalistas’ em operações como a Lava Jato – ideia já exposta por Aras.”

A carta diz também que “a instituição familiar deve ser preservada como heterossexual e monogâmica.”

VEJA TAMBÉM
Sem Lula e Barbosa, Bolsonaro lidera seguido por Marina e Ciro, diz CNT/MDA

Leia a carta na íntegra AQUI