Da redação

Criminosos vendiam cédulas falsas pela internet e enviavam encomendas pelos Correios. Foto: EdiçãoJM

Uma operação da Polícia Federal foi iniciada na manhã desta terça-feira (10) para combater a comercialização de dinheiro falso pelas redes sociais. São três mandados de busca e apreensão e uma prisão preventiva sendo cumpridos em Palmas. A ação foi chamada de Monster.

De acordo com a PF, a investigação teve início após prisões em flagrante de pessoas envolvidas com repasse de moeda falsa na capital em setembro de 2018. O grupo criminoso comercializava as cédulas falsas em grupos de Whatsapps e no Facebook.

+ PF desarticula grupo suspeito de invadir sistema da Caixa e dar prejuízo de R$ 15 milhões

+ PF faz operação contra suspeitos de invadir e vender lotes na área de proteção do aeroporto de Palmas

As cédulas do dinheiro falso eram oferecidas nos grupos. Depois que os interessados enviavam o comprovante de pagamento os criminosos enviavam as cédulas pelos Correios.

Os mandados foram expedidos pela 4ª Vara Federal de Palmas. São aproximadamente 15 Policiais Federais participando da operação.

VEJA TAMBÉM
Operação da Polícia Federal apura crimes de corrupção eleitoral em Palmas e Lajeado

Os investigados devem responder pelo crime de circulação de moeda falsa, cuja pena pode chegar a doze anos de reclusão. O nome da operação faz alusão ao codinome utilizado por um dos integrantes da quadrilha em redes sociais.

(Com G1 TO)