Da redação JM

Medida destina-se a pessoas que sentem que “completaram a sua vida”, revelaram ministros da Saúde e da Justiça. A Holanda permite a eutanásia desde 2002

O partido democrata liberal holandês está elaborando uma legislação que possibilitaria que os idosos que consideram que sua vida está chegando ao fim, sejam ajudados a morrer.

Em junho, o governo lançou uma nova campanha para incentivar as pessoas a pensarem mais sobre o fim de suas vidas, “analisando as opções de suicídio assistido para idosos que estão cansados ​​da vida “, informou o site Christian Today.

+ A eutanásia se torna a “forma padrão de morrer” na Bélgica

+ Pastores alertam sobre música do “Bob”: ‘satanismo e suicídio ao alcance de nossas crianças’

Projeto em andamento

O Governo da Holanda está a preparar legislação para autorizar o suicídio assistido de pessoas idosas que sintam que a sua vida chegou ao fim, anunciaram hoje dois ministros.

“Pessoas que consideram, após profunda reflexão, que completaram a sua vida, devem ter a possibilidade, sob rigorosas condições, de pôr fim à vida da forma digna que escolherem”, afirmaram os ministros da Saúde e da Justiça holandeses numa declaração conjunta.

VEJA TAMBÉM
Jovem obreira comete suicídio e comove cidade em São Paulo

A legislação em preparação considera que a convicção de “ter completado a própria vida é sentida sobretudo pelos idosos”, pelo que a autorização se lhes reserva, explicaram os ministros, sem contudo especificar qualquer idade.

Trata-se de pessoas que “já não veem qualquer possibilidade de dar um sentido à sua vida, sentem profundamente a perda de independência e estão isoladas ou sós porque perderam um ente querido”, afirmaram.

Pessoas, acrescentaram, que se sentem “dominadas por um cansaço absoluto e pela perda de amor-próprio”, mas que “para poderem pôr fim às suas vidas, precisam de ajuda”.

A Holanda permite a eutanásia desde 2002, ano em que, com a Bélgica, se tornou um dos dois primeiros países a autorizar a morte assistida de doentes incuráveis.

Evangélicos repudiam

Evangélicos em toda a Europa abordaram a eutanásia a partir de uma perspectiva bíblica nos últimos anos.

A Aliança Evangélica Espanhola (AEE) elaborou várias emendas à Lei da Eutanásia que o Partido Social Democrata PSOE apresentou no Parlamento no ano passado.

A AEE considerou que o projeto de lei tem a ver com a legalização do “suicídio legal assistido, que não responde a situações comuns de sofrimento grave ” e enfatizou a necessidade de “desenvolver os cuidados paliativos, cujo processamento está pendente de aprovação desde a última ano”.

VEJA TAMBÉM
Pastor da Assembleia de Deus em MG comete suicídio