Da redação

Na tarde desta terça-feira, 17, a equipe da Divisão Ambiental da Guarda Metropolitana de Palmas e uma Força-Tarefa formada por equipes de fiscalização estarão atuando na rota da Cachoeira do Vai Quem Quer, região de Taquaruçu, em Palmas, a partir das 15 horas.  A Força-Tarefa de Fiscalização foca nos incêndios florestais e conta com várias equipes com viaturas por terra e com o helicóptero pelo ar, que percorrerão oito rotas pré-determinadas, na zona rural de Palmas.

As rotas foram definidas com o Comitê do Fogo que se reuniu na manhã desta terça-feira, 17, no pátio do Quartel do 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar.

Durante a fiscalização são visitadas várias propriedades rurais dentro daquela rota pré-estabelecida, quando os fiscais levam orientação aos proprietários sobre a proibição da queima controlada, e notificam as propriedades que já realizaram queimadas.

A abertura dos trabalhos foi feita pelo tenente-coronel Geraldo da Conceição Primo, coordenador-adjunto da Defesa Civil Estadual. Na oportunidade, os órgãos que integram a Força-Tarefa de Fiscalização socializaram entre si divulgaram as ações e as atividades que vêm sendo realizadas desde o início de agosto no combate às queimadas, especialmente na zona rural do Município de Palmas.

VEJA TAMBÉM
Sábado: Dia D de combate às queimadas em Palmas

Os trabalhos já haviam sido iniciados pela Guarda Metropolitana – Divisão Ambiental, que conta com 21 fiscais, que realizaram visitas em 11 rotas rurais, entre os dias 05 a 16 de setembro.

Força-Tarefa

De acordo com o chefe da Divisão de Fiscalização Ambiental, Carlos Lima, a Força-Tarefa de Fiscalização visa principalmente fazer um trabalho preventivo e de repressão às queimadas florestais. “Estaremos percorrendo essas rotas pré-determinadas, visitando as propriedades rurais, orientando os proprietários sobre a proibição da queima controlada e notificando aqueles que já realizaram as queimadas em suas propriedades para comparecer aos órgãos de fiscalização para esclarecimentos”, disse.

Apesar de não ter atribuição de fiscalização, a Defesa Civil Municipal conta com 20 brigadistas que realizam diariamente ações de combate a incêndios na Capital.

Meio Ambiente

A Fundação do Meio Ambiente (FMA) também é parceira na Força-Tarefa de Fiscalização. Para a presidente da Fundação do Meio Ambiente, Meire Carreira, a Força-Tarefa de Fiscalização de combate às queimadas é mais uma iniciativa de fortalecimento e integração da força tática e operacional de combate às queimadas no município de Palmas.

VEJA TAMBÉM
Dia D de combate às queimadas terá ação conjunta com instituições de proteção ambiental nesta quarta

“Nesse momento estamos fortalecendo as ações de fiscalização, iremos intensificar a repreensão desses crimes, de acordo com a Lei 9.605/98 de crimes ambientais”, disse.

Força-Tarefa

Fazem parte da Força-Tarefa o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), a Promotoria de Meio Ambiente, o Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente e Conflitos Agrários (Demag), Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Guarda Metropolitana Ambiental de Palmas e Fundação Municipal de Meio Ambiente.