Igreja sueca nomeou Greta Thunberg “sucessora” de Jesus Cristo

"Anúncio! Jesus de Nazaré nomeou agora um de seus sucessores, Greta Thunberg ”, escreveu a igreja no Twitter

Da redação

Ativista tem sido usada pela esquerda para levantar pauta ambiental e faturar politicamente no mundo. Foto: Reprodução

O tweet de uma igreja sueca que nomeou Greta Thunberg, uma adolescente ativista das mudanças climáticas, como “sucessora” de Jesus Cristo recebeu novamente uma reação depois de ter sido desenterrada após a Cúpula da ONU sobre Mudanças Climáticas.

“Anúncio! Jesus de Nazaré nomeou agora um de seus sucessores, Greta Thunberg ”, escreveu a Igreja de Limhamn no Twitter em 1 de dezembro de 2018. Limhamn é um município no sul da Suécia.

+ Pastor diz que ativista mirim deve ler o Gênesis para perder o medo do “apocalipse climático”

Este anúncio, que foi elogiado e criticado no Twitter, foi desenterrado após o discurso de Thunberg na Cúpula de Ação Climática da ONU em Nova York, em 23 de setembro. 

O apoio da igreja ao ativismo climático foi compartilhado na vizinha Malmö, onde a Igreja da Suécia disse que tocaria os sinos da igreja em solidariedade com a greve climática global realizada de 20 a 27 de setembro.

“Em conjunto com a Greve Global pelo Clima, os sinos das igrejas tocam e nos reunimos para orar pelo futuro da Terra”, anunciou a igreja.

VEJA TAMBÉM
Milhares de suecos aderem ao uso de microchip no corpo

Thunberg, de 16 anos, tem mais de 2,7 milhões de seguidores no Twitter.

O ativismo internacional de Thunberg foi aplaudido e criticado nos últimos meses. Os defensores do meio ambiente e seus apoiadores consideram suas palavras uma poderosa contribuição para a luta contra as mudanças climáticas. Os críticos dizem que ela está sendo usada de maneira inadequada por adultos com uma agenda própria.

“As pessoas estão sofrendo, as pessoas estão morrendo. Ecossistemas inteiros estão em colapso ”, afirmou Thunberg na ONU na semana passada. “Estamos no início de uma extinção em massa e tudo o que você pode falar é sobre dinheiro e contos de fadas do eterno crescimento econômico. Como você ousa.”

(Com The Christian Post)