Da redação JM

Ministra Damares respondeu ataques preconceituoso de jornalista da Globo. Foto: EdiçãoJM

Neste domingo (06) a ministra Damares Alves publicou um vídeo resposta contra comentários ofensivos e cheios de preconceito religioso proferidos pela jornalista Miriam Leitão, da Globo. Leitão criticou o envio de 100 milhões de reais recuperados pela Lava Jato para o ministério liderado por Damares.

Miriam Leitão questionou, em sua coluna na CBN, se era correto o envio deste dinheiro para a pasta da ministra, pois segundo ela, as ideias defendidas pela pastora são “controversas” e “retrógradas”.

+ ‘Crime organizado vende estupro de bebês no Brasil’, diz ministra Damares Alves

“Tem uma parte do dinheiro, por exemplo, que será enviado para o ministério da mulher, destinado à ações sócio-educativas. Mas o que exatamente são ações sócio-educativas? A gente precisa saber o que é isso que eles chamam, porque a ministra Damares acha que a mulher tem que ser dependente do homem. Ela acha que o feminismo é um horror e tem visões retrógradas sobre LGBT’s. Então, sei lá o que eles chamam de ações sócio-educativas. O dinheiro tem que ser usado não para que o governo faça suas ações, muitas delas que são contestadas pela sociedade” afirmou.

VEJA TAMBÉM
Mídia volta a atacar a ministra Damares: “o objetivo é desestabilizar o Governo Bolsonaro"

“Aí a senhora acha que os 100 milhões de reais não podem vir para o nosso ministério, para construirmos as unidades, tão comente porque eu sou uma pastora, e a senhora acha que eu odeio gays e persigo mulheres? Senhora jornalista, lhe faltou sabe o que? O bom jornalismo”, rebateu Damares, que disse que está cansada desse preconceito religioso praticado pela grande imprensa do país.

Assista: