Em reunião realizada na manhã desta sexta-feira, 11, o prefeito ainda adiantou que um estudo será realizado para que a cidade tenha transporte público de qualidade em todas as regiões

“As linhas que têm volume suficiente de passageiros serão mantidas pelo transporte convencional. Nenhuma região da cidade ficará desassistida de transporte com a implementação do táxi-lotação”. Foi assim que o prefeito Ronaldo Dimas resumiu a reunião com taxistas, mototaxistas, vereadores e representantes dos idosos, estudantes, pessoas com deficiência, Defensoria Pública e Viação Passaredo sobre o transporte público na cidade, na manhã desta sexta-feira, 11, em seu gabinete.

O prefeito ainda citou que a medida visa por um fim ao transporte clandestino na cidade. “Não dá para combater o transporte clandestino a não ser com a efetiva regularização e através dos taxistas e mototaxistas que já têm na cidade”.

Direitos garantidos
Com a implementação do táxi-lotação, prevista para ter início no próximo ano, o vale-transporte também será aceito. “Neste momento, gratuidade e transporte estudantil será feito pelo transporte convencional. Uma comissão está começando os estudos para o projeto de lei ser encaminhado para a Câmara o mais breve possível”, informou Dimas.

Ronaldo ainda acrescentou que será criado um aplicativo oficial do transporte público de Araguaína.

Reunião democrática
Para o taxista Artur Júnior, conhecido por Santólio, a reunião foi positiva e democrática. “Agora temos o desafio de colocar as ideias em prática. O encontro foi democrático para que juntos possamos encontrar uma solução para os problemas no transporte público da cidade. Ficou bom para todos”.

Na regulamentação do táxi-lotação no Município, também serão inclusos os mototaxistas.

VEJA TAMBÉM
Equipe técnica da Terratins realiza cadastramento de propriedades em Araguaína

O prefeito Ronaldo Dimas ainda acrescentou que será criado um aplicativo oficial do transporte público de Araguaína