Redação JM Notícia

Pastor Jackson Jacques, da Igreja Vintage 180 | Foto: Reprodução Instagram

O pastor Jackson Jacques, da Igreja Vintage 180 no Rio Grande do Sul, escreveu um texto no Facebook fazendo um alerta para todas as igrejas: “parem de pregar um Jesus afeminado”.

Em sua visão, pregações que tornam Jesus menos homem e canções que falam em abraçá-lo ou sentar em Seu colo não são bíblicas e fogem da realidade de quem Jesus é.

“Deus não é homem, mas em Jesus Ele se fez homem! Deus veio a esse mundo como um macho com características masculinas. Jesus tem voz de macho, barba de macho e corpo de macho com órgão sexual de macho. Jesus tinha um emprego masculino!”, declarou.

O pastor disse também que Jesus, como carpinteiro, não fazia pequenos bibelôs “iguais uma senhora aposentada”, mas sim trabalhava na construção civil “dando duro o dia todo”.

“Se as Igrejas modernas não pregassem um Jesus tão efeminado, talvez mais homens viessem em nossos cultos ouvir o Evangelho. Mas enquanto os pastores tiverem suas espiritualidades moldadas pelos choros e das cantoras gospel, com canções como ‘me derramar…’, ‘quero sentar no teu colo…’, etc… o culto sempre será um lugar estranho para um homem ir”, completou Jackson Jaques.

VEJA TAMBÉM
“Daniela não tem pastor e a família sabia do vício”, diz ex-namorado da cantora

Em outra postagem o pastor foi ainda mais enfático sobre as canções que falam sobre relacionamento de contato com Jesus. “Jesus chorou mas não choramingou. Parem de feminilizar Jesus! Se tu quer sentar no colo de Jesus, namora um cara com esse nome. Parem de cantar essas porcarias dizendo que vão sentar no colo de Jesus, etc. Vocês são ridículos”.

Leia na íntegra:

Leiam os comentários.

Posted by Jackson Jacques on Sunday, October 13, 2019

Jesus chorou mas não choramingou. Parem de feminilizar Jesus! Se tu quer sentar no colo de Jesus, namora um cara com…

Posted by Jackson Jacques on Sunday, October 13, 2019