Da redação

Outro ponto destacado por Barbosa são os valores cobrados para o reestabecimento do serviço após o corte, que chegam a R$ 105 reais

Durante audiência pública para discutir sobre o preço cobrado e a qualidade do serviço prestado pela empresa BRK Ambiental no Tocantins, o deputado estadual Léo Barbosa (SD) classificou como abusivos os valores praticados pela concessionária e apresentou dados do Procon Tocantins que mostram que entre os anos de 2016 e 2019 foram registradas quase 9 mil queixas contra a empresa. 

Na ocasião, Léo pediu fiscalização mais rigorosa por parte das agências reguladoras em todo o Estado. “Cabe a nós, não só como parlamentares, mas também como consumidores acionarmos a ATR (Agência Tocantinense de Regulação) no sentido de fiscalizar e punir, assim como o Procon tem sido atuante, porque mais de 8 mil pais de família fizeram reclamação e se continuar assim, a tendência é que esse número seja cada vez maior”, comentou.

+ Deputado Léo Barbosa quer garantir proteção aos direitos dos estudantes atletas no Tocantins

O parlamentar também voltou a criticar o descaso com o setor Bertaville, em Palmas, onde os moradores sofrem há anos com o mau cheiro ocasionado por uma estação de tratamento. “É um descaso a situação do Bertaville. Prejudica uma região inteira e não apenas desvalorizou o setor, mas também faz mal para a saúde dos moradores e a BRK não soluciona o problema”, ressaltou.

VEJA TAMBÉM
Projeto de Léo Barbosa dispõe sobre serviços de Psicólogos e Assistentes Sociais na escolas do Estado

Outro ponto destacado por Barbosa são os valores cobrados para o reestabecimento do serviço após o corte, que chegam a R$ 105 reais. “Se um pai de família está tendo dificuldades para pagar a conta de água, que já é um absurdo, imagina ainda ter que desembolsar um valor tão alto para ter o serviço reestabelecido. É insustentável”, disse.
Realizada pela Comissão de Administração, Trabalho, Defesa do Consumidor, Transportes, Desenvolvimento Urbano e Serviço Público, a audiência contou com a presença de deputados, vereadores, líderes comunitários, além do superintendente do Procon Tocantins, Walter Nunes Viana Júnior, do Diretor da BRK, Tadeu Pinto e da presidente da Agência Tocantinense de Regulação, Juliana Matos.