Da redação JM

Advogado do Patriota, Herácles Marconi Góes. Foto: Youtube/STF

Autor de uma das ações pelo fim da prisão em segunda instância, o Patriota defendeu no plenário a manutenção do atual entendimento do Supremo. Quem representou o partido foi o advogado evangélico Herácles Marconi Góes que subiu à tribuna e pediu uma “resposta da Corte que satisfaça os anseios da sociedade”.

+ Após pressão de cristãos, STF retira de pauta ADI sobre aborto de gestante com zika

“Não deixo de ser garantista por defender da tribuna o posicionamento punitivista do Patriota”, disse o advogado.

Ele citou a Bíblia durante a sustentação oral e lembrou que Jesus ressuscitou, diferentemente da peça na parede do Supremo onde mostra-o crucificado.

Assista: