A Assembleia Legislativa do Tocantins realizará sessão solene na próxima quinta-feira, 24, em homenagem aos 30 anos das polícias Militar e Civil do Tocantins. Decorrente de solicitação da deputada Luana Ribeiro (PSDB), o evento está agendado para as 15 horas, na sede do Parlamento estadual, em Palmas.

Ao justificar sua solicitação, a autora destacou o importante trabalho realizado pelas instituições. “As polícias Civil e Militar são os pilares da segurança pública do Estado”, ressaltou no requerimento aprovado, reforçando a função dos policiais como “verdadeiros
guerreiros”.

Luana Ribeiro mencionou ainda o profissionalismo, a dedicação e o preparo dos agentes. “Os valorosos servidores das polícias Militar e Civil do Tocantins exercem com amor sua missão: doar-se em prol da segurança de todas as famílias tocantinenses. O Tocantins tem hoje alguns dos profissionais mais bem preparados do Brasil. Nada mais justo o reconhecimento por esse trabalho árduo que todos desempenham no dia-a-dia”, completou.

Polícia Civil

De acordo com o documento, a Polícia Civil do Tocantins foi criada em 1988, com o aproveitamento de policiais civis de Goiás. “Em 1991, foi realizado o primeiro concurso público para carreira policial, garantindo mais segurança jurídica aos atos processuais. Notadamente, o reconhecimento desta instituição foi confirmado por esta Casa de Leis
com a produção da Lei 1.654, em 06 de janeiro de 2015, a qual prevê o dia 21 de abril como dedicado ao policial civil”, diz a justificativa para a homenagem.

VEJA TAMBÉM
Vereador condena veto de Amastha em desfavor das igrejas "Isso é um ato de covardia"

Polícia Militar

A instituição foi criada em 1º de janeiro de 1989 pelo então governador Siqueira Campos, oficializada pela Medida Provisória número 001, que definiu a estrutura organizacional do Poder Executivo do recém-criado Estado do Tocantins.