Redação JM Notícia

Deputados da Assembleia regional norte-irlandesa tentaram fazer uma oposição simbólica, mas o Parlamento britânico decidiu legalizar o aborto e o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Em quase todo o Reino Unido o aborto é autorizado desde 1967, mas na Irlanda do Norte a prática era ilegal, autorizada apenas nos casos onde a gravidez colocava em risco a vida da mãe.

Após um escândalo político em 2017, o país passou a ficar sem executivo regional e por isso os assuntos são decididos em Londres. Os deputados britânicos, então, passaram a decidir sobre casamento gay e aborto para a Irlanda do Norte em julho deste ano.

Desde então, vários protestos a favor e contra aconteceram. Até que no dia 21 de outubro foram aprovados.