Redação JM Notícia

Kelvis no hospital recebendo oração de familiares, amigos e da equipe médica | Foto: Portal Novo Norte

O assistente social e instrutor de trânsito, Kelvis de Freitas, foi diagnosticado com um tumor cerebral após se sentir mal em julho deste ano.

Morador de Palmas, após a cirurgia, Kelvis ficou 57 na UTI, respirando com ventilação mecânica e sofrendo com infecções.

Em depoimento ao site Portal Novo Norte, a esposa de Kelvis, Luanda Alencar, declarou: “A cirurgia foi um sucesso e conseguiram tirar todo o tumor. Mas ele teve uma hidrocefalia 4 dias após a cirurgia e quase morreu. Ficou em coma por muito tempo, sem perspectiva de melhora. Não tinha nada a ser feito, apenas aguardar a resposta cerebral. Não acreditavam que ele iria acordar pela gravidade do caso e do tumor”.

Luanda disse que sempre falou sobre a gravidade da doença com os dois filhos do casal e que o orientou a orar pela melhora dele. E assim nasceu uma corrente de orações dentro e fora do hospital durante todo o tempo que Kelvis ficou internado.

+ Assembleia de Deus CEADSETA em São Pedro dos Crentes inaugura Templo Sede

VEJA TAMBÉM
Marcela Taís testemunha livramento após acidente de trânsito: "Deus quebrou o laço de morte"

+ Bolsonaro não criou lei que transformou Dia das Bruxas em Dia do Evangelho

“Umas das coisas que mais me surpreendi foi a diferença entre a ressonância que ele fez uns 15 dias após a cirurgia, que mostrou o infiltrado do câncer para outras áreas do cérebro, e última ressonância, 45 dias depois, que não mostrou mais nada”, relata Luanda.

Ainda segundo ela, este foi o segundo tumor cerebral que seu marido venceu. Quando ele tinha 18 anos, ele foi diagnosticado com o carcinoma do plexo coroide, doença rara que atinge o sistema nervoso central. “Tinha 2% de chances de vida e poderia ficar com sequelas. Mas não teve nenhuma”.

Ela não tem dúvidas de que seu esposo viveu um milagre pela segunda vez: “Não tem como deixar de atribuir a Deus”. Com informações Deborah Senna