Da redação JM

Evangélicos em sua maioria são contra decisão tomada pela Suprema Corte do país. Foto: Edição JM

Líderes evangélicos do Brasil reagiram indignados à decisão do STF que por 6 votos a 5 decidiu nesta quinta-feira (7) derrubar a possibilidade de prisão de condenados em segunda instância, alterando um entendimento adotado desde 2016.

O voto de desempate foi dado pelo presidente do tribunal, ministro Dias Toffoli, o último a se manifestar. A decisão pode beneficiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba e cuja sentença ainda não transitou em julgado, e cerca de 5 mil presos, se não estiverem detidos preventivamente por outro motivo.

Confira a reação de alguns dos principais líderes evangélicos do país:

Silas Malafaia

Pastora Damares Alves, ministra dos Direitos Humanos

Deputado e pastor Marco Feliciano

Pastor Renato Vargens

Franklin Ferreira

Além dos nomes citados acima, muitos outros líderes evangélicos, pastores, presidentes de convenções e demais autoridades do segmento manifestaram sua indignação com a decisão do STF.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here