Da redação

“Eu não posso deixar de me emocionar, porque hoje oxum disse que nós teríamos alegria e ver o senhor é ver Lula na rua”, disse uma participante do evento. Foto: Reprodução

Com o tema “Mexeu com um, mexeu com todos”, a 13ª edição da caminhada dos terreiros de Pernambuco não ficou apenas no campo da religião. O grupo umbandista usou do evento para pedir a liberdade do ex-presidente Lula.

Durante a caminhada, os manifestantes gritavam: “Lula livre, Lula livre, Lula livre! Mexeu com um, mexeu com todos. Nós queremos paz, amor, e queremos Lula livre!”

+ STF derruba prisão em segunda instância; Advogados pedem soltura de Lula

Com a presença do senador Humberto Costa (PT), que teve espaço para fazer um discurso, a mãe de santo, chamada Elza, fez questão de afirmar que estão “fazendo macumba para que o ex-presidente seja solto”:

+ Justiça absolve pastores por faixa que declarava “guerra contra macumba”

“Eu tenho esperança. A gente vai tirar o nosso Lula de lá.  Leve esse carinho para ele.  O povo de terreiro ‘tá’ fazendo macumba, ‘tá’ fazendo (…) Eu não posso deixar de me emocionar, porque hoje oxum disse que nós teríamos alegria e ver o senhor é ver Lula na rua.”

Lula pode ser solto

Os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Martins, que defendem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), informaram que pedirão já nesta sexta a soltura imediata do petista depois da decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), tomada nesta noite de quinta-feira (07), vetando a execução da pena após condenação em segunda instância. O Supremo retomou o entendimento de que um réu só pode cumprir pena depois de esgotados todos os recursos. Lula já foi condenado em três instâncias no caso do tríplex, da Operação Lava Jato, mas ainda pode recorrer ao STF.

VEJA TAMBÉM
Silas Mafalaia dispara contra nomeação de Lula: "Isso é uma máfia"

(Com Universal)