Major pede prisão preventiva de Lula por incitar atos violentos

Nesta segunda-feira (11), o senador Major Olímpio (PSL-SP) protocolou um ofício ao procurador-geral da República, Augusto Aras, pedindo a prisão preventiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

No texto, o parlamentar sustenta que o petista incitou a subversão da ordem pública ao “incitar atos violentos como os que vem ocorrendo no Chile”.

Olímpio se refere ao discurso de Lula no último sábado (9), em São Bernardo do Campo, em que o petista pediu aos militantes da extrema-esquerda para “seguir o exemplo” dos chilenos.

+ Após Eli Borges, Osires Damaso também se manifesta favorável à prisão em segunda instância

Eli Borges se compromete a agilizar votação pela prisão em segunda instância: “Supremo não é maior que a sociedade”

Lula deixa a cadeia após STF proibir prisão em 2ª instância

“A gente tem que atacar, não apenas se defender”, afirmou o ex-presidiário.

O pedido já era esperado por quem assistiu ao primeiro discurso de Lula após a saída da prisão, em São Bernardo do Campo, no último sábado, quando o ex-presidente incitou o ódio e a violência, recomendando a militantes que seguissem o exemplo do Chile, onde ocorrem violentos protestos que já mataram mais de 20 pessoas.

A PGR não tem poder de prisão, mas pode solicitar medidas às autoridades competentes.

Com informações Conexão Política