Redação JM Notícia

Deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ)

O deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ) denunciou na tribuna da Câmara dos Deputados o professor de jornalismo da Universidade Federal Fluminense, Pedro Aguiar, que pediu a morte de evangélicos e fascistas da Bolívia.

“Essas palavras de intolerância e de intolerância religiosa não podemos admitir da parte de um servidor público, principalmente de um servidor público que se dedica às artes do ensino”, declarou.

Otoni de Paula entende que o professor reflete o que há por trás da extrema esquerda. Diante do que foi dito pelo professor no Twitter, o deputado encaminhou um pedido ao Ministério da Educação e ao Ministério Público para que medidas sejam tomadas.

“Eu não vou chamá-lo de professor, vou chamá-lo do que ele está acusando os evangélicos: fascista. Porque uma das características do fascismo e não saber conviver com as diferenças, é não saber ser tolerante com o diferente”, declarou.

Assista: