Da redação

Foto: Aline Batista/Câmara Municipal de Palmas

Como forma de reconhecimento pelos serviços prestados por Palmas, o vereador Moisemar Marinho (PDT) entregou nesta quinta-feira, 14, Título de Cidadão Palmense ao ex-prefeito de Itaguatins e ex-deputado constituinte João Renildo de Queiroz. Para Moisemar, a entrega da comenda ao seu homenageado é fazer justiça com quem ajudou a criar o Tocantins e Palmas.

Conforme Moisemar Marinho, João Renildo, por onde passou, deixou grandes serviços prestados em prol da população. Exemplo disso, de acordo com ele, está quando exerceu o cargo de prefeito da sua cidade natal, Itaguatins, e de deputado constituinte, ajudando a criar o Estado do Tocantins e a Capital Palmas.

+ Moisemar Marinho requer a elaboração de projeto e a construção da praça da 304 Sul

“Apresentei esse projeto para a entrega da honraria ainda no ano de 2017, concedendo esse Título de Cidadão a esse grande guerreiro e batalhador, que é o João Renildo. Entregar essa comenda a ele é reconhecer e fazer justiça com quem ajudou a criar a nossa Capital e o nosso Estado”, afirmou.

João Renildo agradeceu ao vereador Moisemar Marinho a homenagem prestada. “É com muito orgulho que recebo esse honroso Título de Cidadão Palmense. Agradeço a Deus por me permitir estar aqui, recebendo essa homenagem tão especial, e ao meu conterrâneo vereador Moisemar Marinho, o qual conheço as suas raízes, os seus avós, os seus pais, que são pessoas simples e de caráter ilibado. Moisemar é um homem público que deverá galgar outras instâncias no cenário político. Peço a Deus que ilumine os seus passos”, disse.

VEJA TAMBÉM
Moisemar Marinho propõe PL sobre forma de atualização do Cadastro Imobiliário Fiscal Municipal

Perfil

João Renildo de Queiroz nasceu no dia 06 de maio de 1939, na cidade de Araguatins, filho de Permínio da Silva Queiroz e Virgínia Barbosa Queiroz. Sua trajetória política teve início em 1976, quando foi prefeito da cidade de Itaguatins, eleito pela antiga Aliança Renovadora Nacional (Arena). Essa experiência foi o trampolim para a Assembleia Legislativa.

Com a criação do Tocantins em 1988, Renildo pleiteou uma vaga no parlamento e elegeu-se como um dos mais expressivos representantes da Região do Bico do Papagaio.

Ex-integrante da Marinha de Guerra do Brasil, permaneceu à frente dos trabalhos legislativos por mais dois mandatos consecutivos. Durante a primeira legislatura, João Renildo teve a oportunidade ímpar de participar da elaboração da Constituição do Tocantins, fato que julga mais importante na sua carreira política.

Vivenciou a experiência da implantação do Estado e da promulgação da Carta Magna. Na última legislatura, João Renildo participou de várias comissões permanentes na posição de membro e, em outras, como presidente, a exemplo da Comissão de Constituição e Justiça.