Da redação

Assassinato que aconteceu há quase 20 dias ainda não foi solucionado

O adolescente de 16 anos que morreu após ser esfaqueado dentro de uma igreja em Palmas no mês passado sonhava em ser pastor, segundo a mãe Sueli Caldeira dos Santos. Nesta sexta-feira (15), completa 19 dias da morte de Matheus Caldeira e o suspeito do crime ainda não foi encontrado. A família quer justiça e ainda tenta entender as motivações do crime.

“Membro da igreja, [sonhava em] virar obreiro e chegar a ser pastor”, relata a mãe.

+ (VÍDEO) Câmeras mostram assassinato de jovem dentro de igreja no Tocantins

As câmeras de segurança registraram o momento em que o suspeito entrou na igreja e começou a atacar o jovem com uma faca. Mesmo ferido, ele conseguiu correr até a calçada, onde foi novamente atingido no pescoço. O criminoso fugiu em seguida, foi identificado pela polícia mas até agora não foi preso.

Adolescente morreu na porta de igreja — Foto: Arquivo Pessoal

Matheus tinha entrado na igreja para pedir ajuda para o pastor porque estava sendo ameaçado pelo homem. A família não entende porque o menor foi assassinado. “Um jovem de 16 anos que nunca cometeu um crime, não tinha nada errado com ele. Nós estamos procurando porque aconteceu isso, meu Deus”, lamenta a avó Cleuza Ferreira Carvalho.

VEJA TAMBÉM
Em Moçambique, evangelistas levam esperança e fé a pessoas que vivem do lixão

(Com G1 TO)