Da redação

Pastor Aroldo costuma ministrar palestras compartilhando sua experiência. Foto: Adventistas

Ao sair para trabalhar, o pastor adventista Aroldo Andrade sentiu tontura e um zumbido nos ouvidos. Comentou com a esposa que não estava se sentindo bem e ela o incentivou a procurar um médico. Logo descobriu que aqueles sintomas eram da pressão, que estava alta.

Mas o médico aproveitou a consulta para solicitar ao pastor uma bateria de exames, entre eles o antígeno prostático específico, o PSA, que serve para detectar precocemente casos de câncer de próstata. O resultado apontou uma alteração nos níveis ideais.

+ Adventista tem direito a fazer vestibular em horário diferente, decide Justiça Federal

+ Pastor Maurício Lima é o novo presidente da Igreja Adventista em SP

Na biópsia, foi descoberto que havia o início do desenvolvimento de um tumor maligno. Após fazer cirurgia para a retirada da próstata, o pastor ficou livre da doença. Como estava no início, não foi preciso fazer outro tipo de tratamento, como radioterapia.

Agora, seis anos depois do diagnóstico, o pastor Aroldo, que mora em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, costuma ministrar palestras para o público masculino compartilhando sua experiência. A finalidade é incentivar os homens a cuidarem da saúde e manterem os exames em dia.

VEJA TAMBÉM
Nação Madureira lança campanha Novembro Azul em Palmas

“São duas dificuldades: enfrentar o exame de toque retal e o medo da impotência, se descoberta a doença. A gente desmistifica esses pontos para que os homens possam enfrentar com coragem essa situação”, explica o pastor Aroldo.

Novembro azul

O dia 17 de novembro é o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata. Mas as ações de conscientização sobre os cuidados para com a saúde do homem são realizadas ao longo do mês, que é chamado de Novembro Azul. O movimento surgiu em 2003, na Austrália, e é realizado no Brasil desde 2008. O intuito é incentivar os homens a irem ao médico e manterem hábitos saudáveis.

(Com Portal Adventista\Fernanda Beatriz)