Da redação

Projeto aprovado nesta quarta-feira (20) determina que suba de 11% para 14%, o valor da alíquota descontada dos vencimentos dos servidores. O valor pode chegar a 22%.

A Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema) aprovou nesta quarta-feira (20) o Projeto de Lei Complementar (PLC) 014/2019 que promove mudanças na previdência dos servidores estaduais do Maranhão. O texto agora segue para sanção do governador do estado, Flávio Dino (PCdoB).

Com a aprovação do projeto, sobe de 11% para 14% a alíquota de contribuição previdenciária descontadas dos vencimentos. O desconto pode chegar a 22% e depende do valor dos salários que são recebidos pelos servidores. Mais de 100 mil pessoas que atuam no funcionalismo público do Maranhão devem ser atingidas pela mudança.

+ Prefeitura no Maranhão abre inscrições para concurso com 672 vagas; Salário chega a R$ 6 mil

O texto foi aprovado na íntegra. Os deputados Adriano (PV) e Zé Inácio (PT) foram os únicos que votaram contra a proposta apresentada pelo governo do Estado. Durante a sessão plenária, três emendas propostas foram rejeitadas.

Já os parlamentares Detinha (PL), Leonardo Sá (PL), Vinicius Louro (PL), Daniela Tema (DEM), Edivaldo Holanda (PTC), Rigo Teles (PV), Zé Gentil (PRB) e Hélio Soares (PL) não compareceram a sessão. César Pires (PV), Wellington do Curso (PSDB) e Duarte Jr. (PCdoB) também não participaram da votação por estarem em compromissos fora do estado.

VEJA TAMBÉM
Pastor Amarildo Martins anuncia abertura de 12 Frentes Missionárias da AD Madureira no Maranhão

O texto havia sido encaminhado para votação nessa terça-feira (19) pelo governo sob tramitação de urgência. O projeto só não foi votado no mesmo dia após o deputado César Pires, membro da Comissão de Justiça da Casa, ter pedido que a votação nesta quarta. A oposição alega que o texto foi aprovado sem qualquer discussão com o Parlamento, sociedade e entidades que representam os servidores públicos estaduais.

(Com G1 MA)