Da redação

A atividade não trará custos aos cofres públicos, pois os futuros capelães seriam voluntários. Foto: Divulgação

A criação da Capelania Evangélica Voluntária em Palmas, solicitada através de um Projeto de Lei do vereador Filipe Martins (PSC) acaba de ser aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara de Vereadores da Capital.

Trata-se de um serviço de assistência religiosa com o objetivo de contribuir para o bem estar religioso e espiritual, com atuação nas áreas da guarda municipal, prisional, infantil, fúnebre, hospitalar, social, estudantil, esportiva, meio ambiente e pós-desastre ecológico.

+ Fundador do Hospital do Amor recebe título de Cidadão Palmense indicado por Filipe Martins

Conforme a proposta, a atividade não trará custos aos cofres públicos, pois os futuros capelães seriam voluntários. A sugestão é que o Executivo Municipal feche parcerias com as faculdades teológicas, seminários e igrejas evangélicas para o ingresso na capelania de Palmas.

Depois de passar pelas comissões, a proposição segue agora para o plenário e, se aprovada, para sanção da prefeita para virar lei.