Da redação

Rogério Xerente é Professor indígena desde 2007 e atua na Escola Estadual Indígena Waipainerê, na Aldeia Serrinha. Foto vereador: Aline Batista

Nesta terça-feira, 25, o vereador Filipe Martins (PSC) usou a tribuna da Câmara de Palmas para cumprimentar e pedir Votos de Congratulação para o senhor Rogério Srône Xerente, que acaba de se tornar o décimo primeiro indígena advogado do Brasil e o primeiro no estado do Tocantins.

Martins destacou a conquista do indígena que já foi aprovado no exame e recebeu a carteira profissional de advogado, durante solenidade na Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Tocantins, no último dia 14.  

+ Situação de risco de refugiados venezuelanos preocupa vereador Filipe Martins

“Quero parabenizar e pedir votos de congratulação para Rogério Srône Xerente, pelo orgulho que está dando para o Brasil e principalmente para o Tocantins. Um exemplo de dedicação e perseverança que nos enche de alegria. Já preparamos o Voto de Congratulação e iremos agendar para recebê-lo na Câmara e prestar todas as homenagens”, elogiou.

História de conquistas

Tocantinense, Rogério Srône Xerente tem 32 anos, nasceu na aldeia Funil, município de Tocantínia. Começou a estudar aos 11 anos na aldeia, e aos 15 iniciou a 5ª série na cidade, época em que  aprendeu a sua segunda língua, o português.

VEJA TAMBÉM
Vereador Filipe Martins repercute afastamento da presidente da ATR: “cobranças dando resultado”

Rogério Xerente é Professor indígena desde 2007 e atua na Escola Estadual Indígena Waipainerê, na Aldeia Serrinha. Também é professor intercultural indígena na Escola Municipal de Tempo Integral Antônio Benvindo da Luz, em Tocantínia.

Possui Graduação em Educação Intercultural Indígena – Universidade Federal de Goiás (UFG), e Pós Graduação (especialização) em Culturas e Histórias dos Povos Indígenas pela Universidade Federal do Tocantins (UFT), campus Miracema.

Sua colação de grau no curso de Direito foi em fevereiro de 2019, mesmo ano em que foi aprovado no XXIX exame da OAB.

“Assim inicio mais uma etapa em minha vida, que é lutar pela garantia dos direitos dos povos indígenas”, comemorou Rogério Xerente declarando ser o décimo primeiro indígena advogado do Brasil e o primeiro no estado do Tocantins .