Da redação JM

James Pastrana foi escravizado pelo sofrimento, mas conheceu Jesus e ganhou uma nova vida. Foto: Igreja Universal

A imagem é preciosa: um homem oriental comemora com os braços lançados ao ar, após se levantar do batistério.

Trata-se do filipino James Pastrana, que conheceu, na Coreia do Sul, Jesus por meio do trabalho evangelístico da Igreja Universal.

Acompanhado do Bispo David Higginbotham, James decidiu entregar a sua vida para o Senhor Jesus por meio do batismo nas águas.

+ (VÍDEO) Coronel consagra Forças Armadas da Bolívia à Jesus Cristo

James está na Coreia do Sul há 20 anos. Na época em que chegou ao país asiático, ele começou a trabalhar em uma fábrica. Além disso, James tinha que sustentar a esposa e três filhos, que viviam nas Filipinas.

Era uma vida sofrida. Ele trabalhava sete dias por semana, com jornadas de 14 a 16 horas por dia. Foi assim por anos.

Até que James descobriu que a esposa gastava o dinheiro com bebidas e amigos em casas noturnas. Assim, os filhos estavam praticamente abandonados.

Certo dia, ele entrou em desespero ao receber a notícia de que a esposa saiu de casa para morar com outro homem, deixando os três filhos sozinhos.

VEJA TAMBÉM
Tristeza: Após lutar contra a depressão, pastor se mata com tiro na cabeça

Então, James teve que continuar trabalhando exaustivamente para suprir as necessidades dos meninos.

Um vazio interior

Entretanto, tudo isso só aumentava o ódio, a mágoa e a depressão que James sentia. Por causa disso, ele se distraia com bebidas e fumava dois maços de cigarro por dia.

“Eu gastava mais de 400 dólares ao mês, durante muitos anos, tentando beber para afogar o meu tormento. O que eu poderia ter usado para o bem, foi jogado fora com os vícios. Eu estava fora de mim, dormindo de uma a duas horas por noite e indo trabalhar no dia seguinte”, relembra James.

Com isso, frequentemente, James era surpreendido por ataques de pânico. O coração acelerava e ele se sentia sufocado. Mesmo com medicações, a agonia não parava.

Até que um dia James aceitou o convite de sua irmã e participou de uma reunião de libertação espiritual, em setembro de 2018, em uma igreja evangélica. Naquele mesmo dia, ele parou de beber e fumar. Igualmente, a depressão deu lugar para a paz interior.

VEJA TAMBÉM
Congresso Nacional fará sessão solene em homenagem aos 40 anos da Igreja Universal

Por conta própria, James começou a ler a Bíblia até que decidiu se batizar nas águas.

Hoje, ele vive a fé sobrenatural. O chefe dele viu a transformação que aconteceu e decidiu lhe confiar um cargo melhor, além de folgas aos sábados e domingos. Além disso, os filhos de James contaram que agora estão trabalhando e que não precisam mais do apoio financeiro.

“Eu me vejo e me sinto como se fosse dez anos mais jovem. Porque, eu sei que Deus está comigo e responde as minhas orações. Eu sou um milagre. Agora tenho uma vida de verdade com Jesus”, comemora James.

(Adaptado da Universal|Daniel Cruz)