Redação JM Notícia

Clínica de aborto Cherry Hill Women’s Center em Nova Jersey (EUA)

Uma clínica de aborto em Nova Jersey (EUA) precisou ligar para o serviço de emergência após uma paciente de 21 anos apresentar hemorragia “inesperada” e o médico da clínica não conseguir controlar o sangramento.

O site Lifenews divulgou a ligação realizada no dia 14 de novembro para o serviço 911 onde a atendente do Cherry Hill Women’s Center pede socorro após realizar os procedimentos medicamentosos para tentar controlar o sangramento sem ter resultado.

A funcionária que pedia socorro falou o nome do medicamento administrado na paciente que havia passado pela cirurgia para interrupção da gravidez e também falou que a paciente estava com soro e com um tamponamento vaginal.

Essa foi uma complicação de aborto com risco de vida, com a qual a instalação de aborto não estava equipada para lidar com isso. Ao divulgar o caso, a Lifenews mostra que não existe aborto seguro.

Essa não é a primeira vez que a imprensa noticia casos de pacientes que chegam na clínica para realizarem “um aborto seguro” e saem de ambulância sendo levadas para o hospital mais próximo.