Da redação

Os resultados são decorrentes da política de enxugamento do serviço público encabeçada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

O governo chegará ao fim de 2019 com o menor número de contratações de servidores públicos em quase 20 anos. Até outubro, 9.784 pessoas foram contratadas. No entanto, o número de concursos públicos diminuiu e o de pedidos de aposentadorias aumentou às vésperas da reforma da Previdência. Isso resultou em um salto negativo entre entradas e saídas de 24.000 funcionários.

+ Fim da estabilidade dos novos servidores públicos não é consenso, diz deputado

Os dados são do Ministério da Economia e foram divulgados pelo jornal O Globo nesta 3ª feira (2.dez.2019).

De acordo com a publicação, a expectativa do governo é que o quadro de servidores ativos feche o ano em no máximo 613 mil. Nesse ritmo, o total de ingressos será o menor desde 2001.

Os resultados são decorrentes da política de enxugamento do serviço público encabeçada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.