Da redação

Durante visita do ministro Gustavo Canuto, serão entregues 500 casas e uma praça modelo no Residencial Primavera Norte (Barros 1), a partir das 9 horas

A cidade de Araguaína recebe neste sábado, 7, às 9h30, a visita do Ministro do Estado do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto. O ministro será recebido pelo prefeito Ronaldo Dimas na solenidade de entrega do Residencial Primavera Norte (Barros 1), com 500 casas e uma praça com estacionamento e academia ao ar livre. 

“Completamos, nesse mandato, mais de 6.200 unidades habitacionais, faixa 1, entregues a famílias do nosso município. Fico feliz com a visita do Ministro e com a esperança de que a presença dele possa contribuir para a continuidade dos programas habitacionais em Araguaína”, destacou o prefeito Ronaldo Dimas.

+ Filme “Mais Que Vencedores” estreia no Mobi Cine de Araguaína e Gurupi

A construção do residencial foi viabilizada por meio de parceria da Prefeitura com o Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM) e Caixa Econômica Federal (CEF).

Ministro do Estado do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto

Infraestrutura planejada
O Residencial Primavera Norte (Barros 1) é planejado e será entregue com infraestrutura adequada, como asfalto, calçadas com acessibilidade, redes de esgoto, água e energia. Além de transporte coletivo, escola, creche, Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) e unidade básica de saúde nas proximidades. E ainda uma praça com estacionamento e academia ao ar livre.

VEJA TAMBÉM
Em Araguaína, Ronaldo Dimas implanta 0800 para agendamento de consultas

Com terrenos de 9 x 18 metros, as casas de 43,5 m² possuem dois quartos, sala com cozinha, banheiro, área de serviço, piso cerâmico e forro. A construção é em concreto armado.

Ajudando quem precisa
No último dia 12, os beneficiários assinaram os contratos das casas e, na semana passada, estiveram vistoriando as unidades onde vão morar a partir deste sábado.

Por causa do subsídio do Governo Federal, os moradores vão pagar somente R$ 80 a R$ 378 pela moradia, durante 10 anos. “Essas pessoas são mães solteiras, deficientes e idosos com grande vulnerabilidade social. Pessoas que moram de aluguel ou de favor, às vezes dividindo uma casa com mais famílias”, explicou o coordenador do MNLM no Tocantins, Bismarque Roberto Miranda.

Capital da Habitação no Tocantins
Em Araguaína, são mais de 6.200 casas entregues. No Residencial Lago Azul foram 2.530. No Costa Esmeralda e Construindo Sonhos, mais de 2.200 famílias já moram com infraestrutura de qualidade. No Residencial Irmã Dorothy, são 36 unidades.

VEJA TAMBÉM
Araguaína se prepara para Dia D da Vacinação contra Influenza

No Parque do Lago, só na primeira etapa, foram entregues 441 unidades habitacionais. A segunda etapa do residencial traz mais 440 novas unidades e outras 1.500 moradias serão construídas no Residencial Vila Verde.