Da redação

Ele atuava como pregador itinerante em igrejas evangélicas da região e levava a esposa para cantar nos louvores dos templos. Imagem ilustrativa

Um pregador evangélico de 34 anos foi preso no fim da manhã de quinta-feira (05), em Eunápolis, interior da Bahia.

Segundo a polícia informou aos sites de notícia locais, ele é suspeito de manter a mulher, de 18 anos, em cárcere privado na Colônia, zona rural do município. A vítima relatou que vinha sofrendo violência física e psicológica. De acordo com a informação, o pregador foi encontrado dentro de casa.

+ Vídeo: Pastor profetiza a morte de três pregadores ‘poderosos’ e sete cantoras gospel

A polícia foi até o local após ser acionada pela mãe da mulher, que contou que a filha ligou pedindo socorro. O homem negou as acusações. Ele e a mulher estavam juntos desde fevereiro de 2019. Conforme a polícia, a vítima informou que já havia sido agredida com murros e tapas durante o namoro e o casamento, que havia acontecido há apenas dois meses.

Ela ainda teria dito que se casou acreditando que o marido fosse mudar de comportamento. A vítima, segundo a informação, disse ainda que não podia sair de casa sem a permissão dele, que tinha que andar na rua com a cabeça baixa para não olhar para outras pessoas, que era impedida de falar com familiares e que era ameaçada de morte pelo marido, que, nas palavras dela, era extremamente ciumento.

VEJA TAMBÉM
Pastor Carvalho Júnior sofre acidente no estado do Pará

Ainda conforme a polícia, apesar de não ser pastor, ele atuava como pregador itinerante em igrejas evangélicas da região e levava a esposa para cantar nos louvores dos templos. O delegado Alberto Passos de Melo autuou o suspeito em flagrante por cárcere privado. Como o crime não cabe fiança, ele será ouvido em audiência de custódia, que vai determinar se ele será encaminhado ao presídio ou vai responder ao crime em liberdade. 

(Com Diário On Line)